Volta para o início... Quer entrar em contato comigo? Câmara dos Deputados Câmara dos Deputados Senado Federal


Sexta-feira, Maio 31, 2002

Wimpzillas

Lendo essas teorias malucas dos físicos de hoje, me lembro dos "físicos" de outrora, que diziam que a Terra era obviamente plana, com abismos ao redor, onde o oceano desaguava. Afinal, como explicar o fim do campo de visão, onde o céu se encontrava com o mar?

Agora, inventaram uma tal partícula de "matéria negra", chamada WIMPZILLA. Uma partícula supermassiva, com bilhões de vezes a massa de um próton. Uma partícula essencial para explicar a força que mantém uma galáxia coesa. Óbvio! Assim como os abismos eram essenciais para explicar o efeito que, hoje sabemos, era causado pela curvatura da Terra.

Tá bom, eu sei que é assim que a ciência evolui, que eu sou um completo (não tão completo assim) ignorante sobre o assunto, mas não posso deixar de achar graça ao fazer esse paralelo e imaginar como daqui a 2000 anos o povo vai olhar pra trás e pensar: "como eles eram ignorantes!!!" ;-)

18:26 | comentários (4)


Copa 2002

Hoje finalmente fui estrear a minha tabelinha eletrônica da copa, feliz da vida por marcar o resultado "França 0, Senegal 1" :-D Aí percebi que ter uma tabelinha dessas é um completo desperdício de tempo, pelo menos no meu caso. Acontece que obviamente não vou assistir a todos os jogos, então, para manter minha tabela vou ter que recorrer a alguma fonte de informações para o assunto. Provavelmente vou até o site da Globo, que tem uma tabela completa sendo atualizada em tempo real. Ora, mas se eu já vou ter aquela tabela disponível e atualizada, pra que vou ficar perdendo tempo preenchendo a minha? Dã!

Por falar em copa, pra levantar o moral, uns malucos da Inglaterra realizaram uma simulação computadorizada da copa, utilizando dados como distância viajada por cada seleção, últimos resultados e até histórico médico dos jogadores. Adivinhem quem foi a seleção indicada para o título. Isso mesmo, a nossa :-) Exagero? Vocês sabiam que de todas as seleções que estão na disputa a nossa é a que tem o melhor aproveitamento nos últimos jogos preparatórios? Pois é. Bem, num outro modelo de simulação utilizado pelos ingleses deu Argentina, mas esse, com certeza devia estar com algum furo ;-)

18:13 | comentários


Segunda-feira, Maio 27, 2002

E o respeito?

Hoje eu deitei a cabeça no colo da Heloísa (que faz 2 anos em menos de 1 mês) para ela me fazer um carinho. Ela estava alisando a minha careca, quando soltou essa, dizendo bem pausadamente:

- Papai, onde tá o seu cabelo?!

Tsc, tsc... já?

14:30 | comentários (1)


Meu tipo de mulher

Recebi isso por e-mail e achei muito interessante divulgar a experiência dos mais vividos:

"Quando tinha 14 anos, esperava ter uma namorada algum dia. Quando tinha 16 anos tive uma namorada, mas não tinha paixão. Então percebi que precisava de uma mulher apaixonada, com vontade de viver. Na faculdade saí com uma mulher apaixonada, mas era emocional demais. Tudo era terrível, era a rainha dos problemas, chorava o tempo todo e ameaçava de se suicidar. Então percebi que precisava uma mulher estável. Quando tinha 25 encontrei uma mulher bem estável, mas chata. Era totalmente previsível e nunca nada a excitava. A vida tornou-se tão monótona que decidi que precisava uma mulher mais excitante. Aos 28 encontrei uma mulher excitante, mas não consegui acompanhà-la. Ia de um lado para o outro sem se deter em lugar nenhum. Fazia coisas impetuosas e paquerava com qualquer um que me fez sentir tão miserável como feliz. No começo foi divertido e eletrizante, mas sem futuro. Então decidi buscar uma mulher com alguma ambição. Quando cheguei nos 31, encontrei uma mulher inteligente, ambiciosa e com os pés no chão. Decidi me casar com ela. Era tão ambiciosa que pediu o divórcio e ficou com tudo o que eu tinha. Hoje, com 40 anos, gosto de mulheres com bunda grande. E só."

Não que eu tenha tido experiência semelhante, mas não deixa de ser uma visão interessante dos "fatos". Bem, eu não ia atribuir autoria ao texto, sabe como é, hoje em dia não se pode confiar na autoria atribuida a nenhum texto que se receba por e-mail, mas por via das dúvidas vamos lá: DIZEM que é do Luis Fernando Veríssimo.

14:18 | comentários (2)


Diálogo sobre "segurança"

Diálogo (ou triálogo) que rolou em uma lista de discussões sobre webdesign:

- alguém sabe como faz para publicar um pdf em que a opção "imprimir" esteja desabilitada? Ou seja, no site haverá um link para o pdf, mas o usuário não poderá imprimir (não entendo a razão disso, mas o cliente insiste que seja assim...)

- Avise seu cliente que, devido a um "bug" no software (Adobe Acrobat), mesmo vc escolhendo "nao imprimir" é fácil burlar e mudar esta regra.

- Bom, se mesmo assim ele quer dar uma de "bobo", faça assim: ao salvar o PDF, escolha Save As, Security -> Settings -> Do Not Allow Printing. Pronto! Se o usuário não souber como "burlar" esse atributo, seu cliente está tranquilo. Se o usuário souber, seu cliente ganhou um troféu de bobo.

- Como faço para " burlar " essa segurança ?!?! pois meu diretor está precisando printar um doc da fgv, mas está com essa porcaria de " printing - not allow "

Eu acho tão engraçado alguém publicar o que quer que seja na WEB, mas não querer que ninguém copie ou imprima! É de uma falta de visão sem par. É quase como publicar um livro mas não querer que ninguém o tire da livraria. Bem, a comparação foi meio porca, mas a babaquice é semelhante mesmo ;-)

Reparem que eu não estou falando de pirataria, mas de "levar" o conteúdo para um outro lugar, para referência futura. Afinal, se ele está disponível para visualização, não há porque impedir essa visualização fora do site. E, no final das contas, o pirata mesmo vai conseguir copiar esse conteúdo de qualquer maneira. Quem não consegue é o usuário comum, leigo, que quer apenas ler depois. Por isso o tal do "troféu de bobo" para o dono do site.

Engraçado também é que assim que um aprende a "dica de segurança" já vem outro atrás para aprender como quebrar essa mesma segurança. Não tem jeito. O mundo está cada vez mais inseguro ;-)

14:17 | comentários (3)


Quarta-feira, Maio 22, 2002

Biometria burlada

Um japonês estraga prazeres acaba de burlar sistemas de segurança baseados em biometria. Mais especificamente os baseados em reconhecimento de impressões digitais. O cara criou um molde de um dedo e depois injetou gelatina para criar um "dedo falso", que foi reconhecido por leitores de impressões digitais, com 80% de aceitação. Depois, não satisfeito, ele pegou as impressões em um pedaço de vidro, tratou-as no Photoshop, imprimiu em transparência, passou para um circuito fotossensível e dele para o dedo falso de gelatina. A taxa de aceitação foi a mesma da experiência anterior.

A apresentação do método pode ser vista aqui.

Bem, sobre essa técnica nós já comentávamos há muito tempo, mas não tínhamos certeza se seria de fácil realização. Agora deve ter muita empresa de segurança arrancando os cabelos. O pior é que provavelmente todos os outros sistemas baseados em biometria em teste atualmente poderão ser facilmente burlados. Estava brincando que no futuro os assaltos poderão ser bem menos violentos. Talvez você nem os perceba. Um cara passa na sua frente e "pisca" um aparelhinho que lê a sua iris e depois reproduz os padrões lidos na entrada de um aparelho de segurança. Ou então uma simples picada, uma gota de sangue roubada e um aparelho de reconhecimento de DNA enganado. Quer mais? Use a imaginação ;-)

Já estou até vendo a manchete nos jornais, daqui a uns 50 anos, quando ninguém mais se lembrar que um dia existiram as senhas digitadas: "Um gênio da informática bolou o sistema de segurança mais eficaz do mundo: SENHA!" E o mundo vai se encantar com uma idéia simples, onde a própria pessoa memoriza uma seqüência de números, que só ela sabe, e digita em um tecladinho na entrada da área protegida. Impossível de ser roubada com qualquer aparelho conhecido, desde que o usuário guarde-a apenas na memória. Fantástico!

Viajei? Pode até ser, mas há muito pouco tempo as empresas de segurança também diziam ser viagem a possibilidade de se criar um dedo falso para burlar os sistemas deles.

Nota: Temos que tomar cuidado para que as autoridades brasileiras não considerem a gelatina e o Photoshop como instrumentos do crime e proíbam sua comercialização e posse no Brasil.

09:44 | comentários (3)


Terça-feira, Maio 21, 2002

Relógio solar

Que tal construir um relógio solar? Pode ser uma diversão e tanto para as crianças e ainda uma boa decoração para o quintal de casa. Tá, talvez eu me divirta mais que a Helena, mas ela ficou animada com a empreitada ;-) Eu encontrei por acaso, em minhas andanças (ou naveganças) astronômicas pela rede, o programa (gratuito) Shadows, para a construção de relógios solares. Tem relógios de todos os tipos. Horizontais, verticais, inclinados, equatoriais. Você seleciona o tipo de relógio que quer construir; seleciona a cidade onde se encontra ou, caso não esteja cadastrada, suas coordenadas; dependendo do tipo de relógio, a direção para onde ele estará apontando. Depois ele gera um gabarito para ser impresso em tamanho real, incluindo as marcas para a fixação da estaca que projetará a sombra. Vem junto um texto de ajuda (em inglês) ensinando a montar e instalar o relógio. Lá no site deles tem ainda uma galeria com fotos de vários relógios instalados pela França. Legal!

12:10 | comentários


Segunda-feira, Maio 20, 2002

Homem-Aranha

Para o site oficial...
Num programa inédito pra mim, há alguns anos, fui assistir a um filme logo na primeira semana de exibição. Sábado fui assistir ao Homem-Aranha. Se eu gostei? Fantástico! Apesar de alguns diálogos românticos meio melosos e bregas demais - que não deixam de ter o mesmo clima das histórias em quadrinhos, é verdade - o filme foi muito bom e muito fiel aos desenhos originais. Era definitivamente o Homem-Aranha que conhecemos. Houve algumas falhas, claro. Algumas delas, apontadas pelo Falex em seu artigo para a Underweb, eu nem percebi, porque foram muito bem compensadas pelo resto. Ver o Aranha se balançando entre os prédios, pendurado em suas teias, foi impagável.

Para o site oficial...
Uma falha meio que imperdoável eu só descobri no final, por acaso, enquanto passavam os créditos pela tela. Não fosse a tradicional visitinha ao banheiro pelas meninas ao final da sessão, talvez nem tivesse me tocado, mas já que percebi, achei mesmo imperdoável. É que só foram tocar o tema original do desenho animado para a TV nesse momento. Bem que eles poderiam ter tocado a música no início do filme ou mesmo no momento em que o Aranha aparece pela primeira vez. Teria sido um tapa na cara, pelo menos para os mais coroas, como eu ;-)

Ah, sim! Pela primeira vez utilizei os serviços do Ingresso.com.br, para comprar os ingressos antes de sair de casa. Não fosse isso, com certeza não teria conseguido chegar a tempo para pegar apenas a fila quilométrica para entrar na sala. Quando cheguei, os ingressos já estavam esgotados há tempos. Mais uma vez fico admirado com o modo como a tecnologia está tornando nossa vida mais fácil (algumas vezes). Você compra os ingressos de casa, paga com o cartão, imprime e parte para o abraço, com a certeza de que vai conseguir assistir ao filme escolhido. Não fosse a demora do sistema e a enorme quantidade de cliques até a efetivação da compra, o sistema seria perfeito.

09:35 | comentários


Sexta-feira, Maio 17, 2002

Não leu...

É interessante notar como muitas pessoas simplesmente não lêem uma mensagem, mas assumem que entenderam e a respondem ou repassam. Há alguns dias eu resolvi reativar a mala direta do Zamorim, na qual o cadastro é feito espontaneamente, exclusivamente pelos visitantes deste site. Justamente para evitar mal entendidos, resolvi enviar uma primeira mensagem avisando que estava reativando o envio da mala direta e sugerindo o modo de se descadastrar para quem não estivesse mais interessado ou nem se lembrasse mais o que é esse tal de "Zamorim". E não é que recebi uma mensagem intitulada "reclamação", com o seguinte texto:

"eu não enviei nenguma mensagem ao senhor por favor
deixar de mandar mensagem
obriga pela anteção"

Pelo nome do remetente, e pelo português, é possível que não seja brasileiro, mas sei lá, né. Uma lida com um mínimo de atenção, já que vai responder, pode evitar um bocado de inconvenientes.

Também não é raro eu receber mensagens comentando algum texto, com "novas" informações sobre o assunto. Informações essas que já estão no próprio texto. No início eu achava que eu é que não estava sendo muito claro. Depois percebi que essas pessoas é que não haviam realmente lido o texto. Apenas uma passada de vista no título e em algumas palavras "chave", quando tanto, e já assumiram conhecer o conteúdo. Esse fato não chega a me incomodar, apenas acho curioso esse comportamento. Acho meio que perda de tempo alguém ficar passando vista sobre textos sem realmente assimilar o que eles dizem. O que me irrita mesmo é quando eu faço uma pergunta em um e-mail, para algum serviço de suporte ou lista de discussões e a resposta não tem nada a ver com a questão, mas apenas com o subject da mensagem. Isso mostra que quem respondeu não deu muita bola para as minhas explicações, apenas assumiu que eu tinha a "mesma dúvida que os outros".

Acho que isso tudo tem a ver com aquele costume que dizem ter os internautas de apenas varrer o texto rapidamente, sem se ater muito aos detalhes. Só que isso funciona bem quando você está ainda na fase de busca por informação. A partir do momento em que você se propõe a responder a uma questão ou comentar sobre algum assunto, é necessário, até por uma questão de respeito, se aprofundar com um mínimo de atenção no texto.

Êpa! Eu não estou reclamando de nenhum leitor meu, não. Estou apenas comentando sobre um comportamento que acho interessante e que me parece generalizado na internet. Aliás, será que alguém chegou a ler até aqui? ;-)

12:11 | comentários (5)


Quinta-feira, Maio 16, 2002

Ícones trocados

Um problema que acho que "aflige" qualquer usuário de Windows é a troca dos ícones no Windows Explorer. Sabe, quando a pasta "Meu computador" aparece com o ícone do "Paint"? Pois é. Aparentemente, isso ocorre conforme a máquina vai ficando carregada com muitos ícones registrados. Inicialmente o Windows tem uma área (cache) para se "lembrar" de 500 ícones. A partir daí, ele começa a se enrolar e misturar as bolar. Bem, acabo de aplicar uma dica da Info para resolver esse problema:
  1. Execute o RegEdit - no menu Iniciar/ Executar, digite regedit.
  2. Abra a pasta HKEY_LOCAL_MACHINE\ Software\ Microsoft\ Windows\ CurrentVersion\ Explorer.
  3. Clique com o botão direito do mouse em uma área branca e selecione o menu Novo\ Valor da Seqüência.
  4. De ao novo item o nome "Max Cached Icons".
  5. Duplo clique nele e digite o valor "2000".
Bem, resolve até certo ponto, porque o Windows só aceita até 2000. Mas também, pra que tanto ícone, né? Agora é esperar pra ver se o problema acontece novamente. Quer dizer, se é que se pode chamar uma simples troca de ícones um problema. Comparando com outras esquisitices do Windows, isso não é nada.

08:49 | comentários (4)


Quase...

É, não deu... mas valeu... Não, depois que chegou nesse ponto, hoje, o vice já não era suficiente. Era necessário o título. E era possível. Se perguntassem a qualquer brasiliense, há alguns meses, o que seria um time daqui conquistar um vice-campeonato da Copa do Brasil, ele diria que seria muito mais do que se poderia esperar. Bem, hoje já não era. Era pouco.

Agora, voltando a raciocinar, bem feito pro Luiz Estorvo!!!

00:36 | comentários


Quarta-feira, Maio 15, 2002

Tiro pela culatra

Essa história da pedrinha indo para o coração me lembrou de uma outra estupidez de criança. Dessa, acho que nem meus pais sabem. Talvez fiquem sabendo agora ;-) Uma vez, passando algum feriado na casa de uma tia, eu estava andando pelo terreno com uma espingarda de chumbo a procura de "alvos interessantes". Não, eu não era um assassino sanguinário. Normalmente só atirava em alvos materiais. Bem, já entediado dos alvos tradicionais, como latinhas de cerveja e pedaços de giz, resolvi inventar moda. Fui para a beira do lago e comecei a mirar em folhas boiando, pedaços de galho, pneus... "ops, que legal!". O animal aqui olhou pra baixo e viu aqueles pneus que ficam presos no cais, pra proteger os cascos dos barcos. Apontei a arma para baixo, para o alvo a menos de metro e meio e disferi um tiro certeiro. No pneu e na minha sobrancelha, que estava em ângulo reto com a superfície atingida. Foi uma pancada e tanto, mas que não chegou a cortar a pele porque o chumbinho foi suficientemente amortecido pela borracha. Besteira, pensei, não foi nada. Depois a tremedeira veio quando pensei que meio centímetro de diferença na trajetória do chumbinho poderia ter me custado a vista. Não me lembro de ter atirado novamente depois disso...

Tsc, tsc, a gente se a gente for olhar para trás com atenção, vai perceber o trabalho que os anjos da guarda tiveram e o quão perto devem ter estado de pedir as contas. As vezes me pergunto se nunca aconteceu comigo aquela história, que já vimos em alguns filmes, de recebermos uma nova chance "dos céus" e voltarmos atrás depois de um desastre, obviamente sem lembrança de nada.

E a sua estupidez preferida, qual é?

12:24 | comentários (3)


Pedra no coração

Outro dia a Helena chegou na sala chorando muito e pedindo água:

- EU QUERO ÁGUA, EU QUERO ÁGUA!
- O que aconteceu, meu amor?
- EU ENGOLI UMA BALINHA INTEEEEIIRA!
- Tá doendo?
- NÃÃÃÃOOO!
- Então por que o choro?
- Porque a Gabriela - uma amiguinha que estava em casa - disse que uma vez uma menina engoliu uma bala inteira, aí ela foi para o coração e ela morreeeeeuuu!

Crianças... Isso me lembrou de uma coisa que aconteceu comigo mesmo. Eu era moleque e estava brincando de "guerrinha" com uma arma feita com um pedaço de cano e bexiga. A gente colocava feijões e atirava nos "inimigos". Obviamente, chega um momento em que os feijões perdem a graça e começamos a utilizar munições mais "eficientes". Eu estava atirando em alguma coisa com pedaços de cimento, restos de uma obra, quando uma dessas pedrinhas beliscou a minha mão. Um pedaço pequeno entrou por baixo da pele, mas não chegou nem a sangrar. Eu olhei, tentei tirar a pedrinha, mas não consegui. Aí o meu vizinho começou:

- Uma vez aconteceu isso com um menino, aí a pedrinha foi pro sangue, aí foi para o coração e ele morreu.
- :-O
- Tira logo essa pedra!
(nada)
- E se ela for para o sangue?

Liguei para a minha avó - meus pais não estavam em casa - berrando, dizendo que uma pedra enorme tinha entrado na minha mão. Meus avós chegaram correndo, com toalhas, álcool, caixa de primeiros socorros. Tsc, tsc. Minha avó lavou a minha mão e pronto. Os dois ficaram me olhando com uma cara de "eu, hein?!?!" Crianças...

E você, já se deixou influenciar por "amigos"? Deu susto nos seus pais? Diz aí...

12:06 | comentários (5)


Terça-feira, Maio 14, 2002

Retaliação contra a Ferrari

Senhores, não costumo entrar nessas campanhas recebidas por e-mail, mas essa merece ser divulgada. É questão de soberania nacional e com certeza vai fazer algum efeito:

"Atenção!

Gostaria de contar com a colaboração de todos, visto tratar-se de assunto que fere até mesmo nosso orgulho nacional. O que aconteceu com o Rubinho ontem na corrida foi indesculpável, intolerável para todos nós. Assim, lanço hoje uma campanha que, gostaria, tivesse a anuência e adesão de todos vocês:

A PARTIR DE HOJE EU NÃO COMPRO MAIS CARRO DA MARCA FERRARI!!!

Favor repassar a mensagem aos que forem patriotas!
Vamos ensinar esses caras!"

Eu apoio 100%! E vou fazer mais. Vou doar a minha Ferrari atual para alguma instituição de caridade :-D A partir de hoje só vou andar de Pálio!

15:01 | comentários (1)


Para ver as meninas
(Paulinho da Viola)

Silêncio por favor
Enquanto esqueço um pouco a dor do peito
Não diga nada sobre meus defeitos
Eu não me lembro mais quem me deixou assim

Hoje eu quero apenas
Uma pausa de mil compassos
Para ver as meninas
E nada mais nos braços
Só este amor
assim descontraído

Quem sabe de tudo não fale
Quem não sabe nada se cale
Se for preciso eu repito
Porque hoje eu vou fazer
Ao meu jeito eu vou fazer
Um samba sobre o infinito

Não sou de publicar letras de músicas, mas essa não me sai da cabeça. Ela já é bonita originalmente, mas cantada pela Marisa Monte é algo... algo! Parece que foi escrita para ser cantada por ela.

Eu ia baixar pelo Audiogalaxy, mas ela está bloqueada por "restrições de direitos autorais". Uma pena, vou ter que ripá-la eu mesmo. Pra você ver como as contas desses caras das gravadoras são fajutas. Nem todas as trocas de músicas online, aliás a maioria delas, são lesivas às suas vendas. Neste caso, por exemplo, eu apenas queria baixar o arquivo para ouvir no trabalho. O arquivo de uma música que já tenho em CD e em DVD. Se tivesse conseguido, eles contabilizariam essa cópia como mais um "roubo" ao seu patrimônio. Tsc, tsc...

02:48 | comentários (1)


Sexta-feira, Maio 10, 2002

Momento anti estresse

De vez em quando, o mais freqüentemente possível, vá para o trabalho ou para a escola de ônibus, salte alguns pontos antes do seu e termine o percurso caminhando calmamente. Vá sentindo os cheiros da cidade e vendo o movimento das pessoas saindo para o trabalho ou para a escola. E nunca olhe para o relógio ;-)

Tá bom, eu não fiz isso de propósito. Saltei no ponto errado e xinguei assim que percebi o erro. Mas foi bom. É gostoso caminhar pelas quadras de Brasília. E, eu admito, algumas coisas por aqui são "tudo igual" mesmo ;-)

10:52 | comentários (5)


Motorista pé no saco

Uma das coisas que mais me irritam no trânsito é quando eu estou em uma pista como o Eixão de Brasília, à velocidade constante de 80Km/h, o limite, vem um cara, me ultrapassa e imediatamente reduz para uns 70 ou 60Km/h por causa do pardal. Quanto mais acima da velocidade limite o cara se encontra, mais para abaixo dela ele reduz. Agora, quando um filho da mãe faz isso 2 vezes seguidas, um pardal após o outro, aí eu tenho vontade é de estar dirigindo um tanque de guerra sem freio para passar por cima do animal. O ignóbil te ultrapassa e reduz, aí é ultrapassado porque não retoma a velocidade em tempo "aceitável", aí te ultrapassa novamente e REDUZ! Tsc, tsc...

10:46 | comentários (3)


Quinta-feira, Maio 09, 2002

Febre Amarela

Sabem o que eu vi? Eu vi um "timinho" com menos de 2 anos de idade, formado apenas de jogadores desconhecidos, ir até o grande Morumbi, jogar contra o "timão", com o estádio lotado, barulhento e dar um danado de um arroxo no Corinthians. Depois do gol do Brasiliense, no início do segundo tempo, o Corinthians praticamente não conseguiu jogar. Infelizmente, sabem o que eu vi também? Eu vi um juiz da FIFA, o único brasileiro que vai à Copa, entregar o jogo de bandeja para o "timão". Primeiro validou um gol ilegal, já que a falta no zagueiro brasiliense foi gritante. Logo depois não marcou o pênalti no Brasiliense. Tá, o cara se jogou, MAS foi empurrado. Ponto. O pior é que era um momento do jogo que estava muito mais para o Jacaré. Bem, resultado a parte, erros a parte, foi um jogo muito bom. Deu gosto assistir.

Durante o jogo, uma telespectadora perguntou qual deveria ser a postura do Brasiliense, caso quisesse ser campeão. A minha resposta imediata foi: "ESSA AÍ!" Um time que joga com disposição do início ao fim do jogo. Um time que busca o gol, mesmo jogando na casa lotada de um adversário como o Corínthians. Um time que não deu um chutão sequer pra frente durante todo o jogo, saindo com a bola nos pés sempre que interceptava um ataque. Um time com bom toque de bola, boa (e intensa) marcação. E, principalmente, um time da minha terra :-)

Perdeu? Perdeu. Mas se jogar assim aqui em Brasília, não será surpresa nenhuma se levar o título. Ou melhor, ficar com ele aqui ;-)

Volto a dizer, não é nenhum timasso (tô começando a ficar na dúvida), mas quem dera o Mengo e a Seleção jogassem com esse mesmo espírito. Não fosse o dono do time esse   sujeito   aqui, eu até compraria uma camisa pra mim.

00:29 | comentários (7)


Polícia de folga

Os policiais bons vão ficar de folga. Os outros vão ficar nas ruas... "nos" protegendo...

00:29 | comentários


Quarta-feira, Maio 08, 2002

Imposto antipirataria

Um artigo na WebInsider fala da criação de impostos sobre CDs virgens e gravadoras de CD, como forma de combater a pirataria digital. Lixo! E mais argumentação furada:

"Nas palavras de Hilary Rosen, presidente da RIAA, a pirataria "diminui o incentivo à criação de música. Assim, não deve ser vista como um crime somente contra compositores, intérpretes, músicos, gravadoras, distribuidores e vendedores, mas contra cada um de nós"."

Talvez se esse povo da RIAA começar a usar argumentos convincentes, sua campanha passe a fazer efeito. Essa história de a pirataria diminuir a produção de música é a maior balela! Pode até diminuir a produção de "música industrial" e isso até que seria muito bom, mas o artista de verdade não produz a sua música em função do mercado. Não mesmo. A música boa sempre vai ser produzida, mesmo que não renda 1 centavo sequer.

Até agora, com relação a mim, eles só estão conseguindo incentivar a pirataria...

12:12 | comentários (1)


A diferença em webwriting

Se você escreve em um site, blog, você é um webwriter. Amador, mas é. Um "escritor da WEB". Então esse texto pode ser de interesse, apesar de voltado para os profissionais de jornalismo. Porque essa história de que blogueiro tem que escrever para si próprio e pronto é papo furado. É bom também ter respeito pelo leitor, tentar agradá-lo. Não digo nem com relação ao conteúdo, mas no modo como ele é apresentado.

12:11 | comentários


Carnaval no Gelo: Histórias

O dia em que o macacão me fez desentender com a minha parceira...

08:28 | comentários


Terça-feira, Maio 07, 2002

Tabela eletrônica da Copa 2002

Eu já estava até com uma tabelinha da Copa 2002, dessas de bolso, para implementar uma versão "eletrônica" (alguém acredita?), que me desse as classificações e montasse os jogos das outras fases automaticamente, conforme fossem sendo preenchidos os resultados dos jogos. Só que hoje, salvo pelo gongo, recebi essa tabela prontinha, para o Excel :-)

Clique para baixar...
Clique para baixar

Tomei a liberdade de colocá-la para download aqui no site. Está assinada por um certo Mário Monteiro, mas não há nenhum endereço para contato. Não sei se ela é de livre distribuição, mas em se tratando de um artigo de utilidade pública acho que não vou ter problemas ;-)

A planilha está compactada no formato "ZIP". Se você não tiver um descompactador, o que eu acho muito difícil, pode baixar o FilZip, que é gratuito e muito completo (muito parecido com o WinZip).

Para utilizar a tabela, basta descompactar o arquivo, abri-lo com o Excel e preencher os resultados dos jogos nos quadradinhos correspondentes. O resto ela faz por você. Só senti falta de um recurso que eu pensei em implementar, que é a previsão dos próximos jogos conforme os resultados vão sendo preenchidos, antes mesmo que todos os jogos tenham sido realizados. Quem sabe eu ou algum outro voluntário ainda implementa esse recurso em cima dessa tabela aí ;-)

10:30 | comentários (5)


Sexta-feira, Maio 03, 2002

Ô mundão danado de bonito

Um nova câmera instalada no Hubble começa a mandar imagens de lá pra cá. E que imagens!

Nebulosa Cone. Chamada assim por causa da sua forma. Fica a meros 2.500 anos luz daqui. A radiação das jovens estrelas vistas no topo do cone tem erodido lentamente a nebulosa ao longo de alguns milhões de anos. Interessante, muito interessante ;-)

Galáxia UGC 10214. Tadpole para os mais íntimos, essa galáxia espiralada, bem diferente do que conhecemos de galáxias dessa categoria, ficou assim, doidona, por causa de uma galáxia bem compacta, azul, que lhe atravessou e pode ser vista no canto superior esquerdo, saindo de fininho. Reparem que os braços da espiral ficaram em planos diferentes, como se a galáxia tivesse sido puxada para cima, num solavanco. Ela se encontra a 420 milhões de anos luz de nós e essa pequena cauda gerada pelo impacto mede uma bagatela de uns 280.000 anos luz.

Galáxia NGC 4676. Na verdade são duas galáxias em colisão, realizando uma dança cósmica a uns 300 milhões de anos luz daqui. Dizem que elas duas vão se juntar e formar uma única galáxia gigante. Eu queria ver o final dessa dança, mas acho que ainda vai demorar um pouquinho.

Nebulosa Ômega. Este é o centro da nebulosa, que está a uns 5.500 anos luz de nós. O que é não vem ao caso. O que importa é que é um show!

Ave Hubble! Todo esse material disponível assim com tanta facilidade, quando eu tinha uns 12 anos, teria me transformado irreversivelmente em um nerd dos mais doentes. Teria ficado encurvado sobre o teclado, babando verde, completamente alheio ao mundo à minha volta. Pensando bem, ao contrário do que já afirmei diversas vezes antes, ainda bem que essa tecnologia não estava disponível naquela época!

23:37 | comentários (5)


Quarta-feira, Maio 01, 2002

Dado, dadinho, dadito...

A Helena está, como tarefa, montando uma "álbum de figurinhas", onde ela é que desenha as figuras. O álbum consiste de uma página para cada letra do alfabeto e, em cada página, devem ser escritos os nomes e desenhadas as figuras de 6 objetos com nomes começados com a letra em questão. É uma tarefa que se estende por algumas semanas. Ontem eu foi ajudá-la a encontrar objetos para as figuras e encontrei na página da letra D as seguintes figurinhas já "coladas": dado, dadinho, dadito, daditoto e daditotototo, um menorzinho que o outro :-) Dá pra imaginar o tamanho do saco cheio que ela estava, né?

Dado, dadinho, dadito...
Clique para ver a página inteira

Ainda não sei se vou fazê-la corrigir isso... ;-)

00:32 | comentários (3)






Zamorim
Alta Rotação
Álbum Digital
Criação Digital
Zamorim Futebol de Botão
Para jogar com papel e caneta
Zé Povão




imagens aleatórias::
www.flickr.com


leia e veja::
Unforgettable (patinação)
A Borboleta
Meus papeis de parede ;-)
A melhor coisa do mundo!
Um Ovário no Cisto

na minha caixa postal::
Boot
Quem é xiita?
Ensina teu filho
Resposta Casseta!
O Mundo Para Todos!
Mais textos...

ajuda::
Sobre o site
Sobre mim

contato::
Imeiou

arquivo::
2017:

2016:

2015:

2014:

2013:

2012:

2011:

2010:

2009:
10/8/4/3/1
2008:
9/8/7/6/1
2007:
12/11/10/9/4/3/2/
2006:
11/10/8/4/2/1
2005:
12/11/10/9/8/7/6/5/4/3/2/1
2004:
12/11/10/9/8/7/6/5/4/3/2/1
2003:
11/10/9/8/7/6/5/4/3/2/1
2002:
12/11/10/9/8/7/6/5/4/3/2/1
2001:
12/11/10/9/8/7/6/5/4/3/2/1
2000:
12/11/10/9/8/7/6/5/4/3/3+



para fora do site

feitos por mim::
Academia Alta Rotação
Bola Quadrada
Débora Amorim
Desconforme.com

brinquedinhos::
Álbum no Flickr
ET Brasil
SETI@Home P-Stats
MyBookmarks
Horizontes  (os meus)

do mundo físico::
Adriano Souza
Ana Paula
Ana Paula (fotos)
Débora Amorim
Lêda Margarida
Marcos Sebastian Alsina
Mariana
Nathália
Roberto Moriyama

diariamente ou não::
A List Apart
AlterNet: Top Stories
Burburinho
CliqueMusic
Communication Arts
Computerworld
Correio Braziliense
ei: Electronic Intifada
Em Tempo Real
ESA Science
Estadao
Info Exame
JB Online
MusicExpress
NASA Human Spaceflight
New Scientist
no mínimo
Nova-e
O Globo Online
Reporters without borders
Scientific American Brasil
SPACE.com
Spaceflight Now
The Fray
Universe Today
Visão Crítica
Web Insider

weblogs que leio (ou tento)::
Blog do Cristovam
Blog do Sena
Circulando.com
c o l a g e m
CrisDias
D i z e m. . .
Feira Moderna
Imprensa Marrom
Interludio.net
Lost Art Updates
Marcelo Cabral
Marketing Hacker
Matchbox
Mothern
no mínimo | Weblog
Os melhores do Mundo
Pensar Enlouquece...
Powazek productions
Ricardo Noblat
Terceira Base
The Chatterbox
The Daily Report
WowBlog

fotologs::
Bigempty
Daily Dose of Imagery
Chicaco Snapshot
Chromasia
Ephemera
Ficções do Interlúdio
Groundglass
Joe's NYC
New York Photoblog
Phutojunkie
Positive Negative
rion.nu
Satan's Laundromat
Shutterbug
Visual Resistance
Whateverland

brasília no flickr::
Brasília (tags)
Brasilia (tags)
Brasília (pool)
Andressa Reze
bom_de_ver
dimasmjunior
Fabio Cherman
Josa Jr
leonart
negativz
MrPixel
Quereco
The Girl Is Drinking Tea
virgu.lino

créditos e agradecimentos::
Blogger
BlogTree
Extreme Tracking
W.Bloggar



Inclui no Bloglines